sexta-feira, 2 de setembro de 2011



E quando eu menos esperava ele disse "Eu vou com você!", sem que eu nem dissesse a segunda opção. Meu coração palpitou, quase saiu pela boca. Senti a vontade gigantesca *que estou até agora* de escrever milhões de coisas, de ir traduzindo meus pensamentos em palavras e cuspir tudo aqui. Algumas coisas sofreram alterações, nada que altere a fórmula, mas mudou. Mudou que me sinto livre, que não é mais segredo. Estou sentindo o peso de não ter mais do que me esconder. Não que sentisse vergonha ou medo, eu simplesmente respeito a realidade de cada um. E justamente por respeitar, primeiramente, a minha, é que não permiti e não permitirei que falem o que acham ou deixem de achar. As coisas são como elas têm que ser, vivo falando isso. Só sei que depois de ter o "ok, vamos em frente." dele, já me sinto quase lá.



Beijo:*

Nenhum comentário:

Postar um comentário